A "PASSAGEM À REFORMA" COMO UM MOMENTO DE TRANSIÇÃOUMA ABORDAGEM DESENVOLVIMENTAL

Apresentam-se as razões inerentes ao estudo das dimensões psicológicas da "passagem à reforma" e defende-se uma compreensão das implicações psicológicas inerentes à "passagem à reforma" através de um quadro de referência em que se cruzam, quer uma perspectiva de ciclo de vida (life-span), quer uma perspectiva construtivista. Apresenta-se, resumidamente, um projecto de investigação actualmente em curso quanto às repercussões psicológicas do fenómeno da "passagem à reforma" junto da população portuguesa, ilustrando essa apresentação com alguns dados retirados de um conjunto de entrevistas exploratórias. Apontam-se, ainda, algumas ideias-chave visando a promoção da capacidade de coping face ao impacto da reforma na vida quotidiana.


Login