RESILIÊNCIA E TAREFAS DE DESENVOLVIMENTO :A EDUCAÇÃO E AS DIFERENTES ETAPAS DA VIDA

Com base numa abordagem que encara o desenvolvimento como um processo de construção, destaca-se a confluência da maturidade, mediante a integração das representações da experiência, com aspectos subjacentes às estratégias individuais inerentes à estruturação da personalidade. A determinação da hierarquia de experiências que se traduzem, assim, em desenvolvimento, relaciona-se, por um lado, com características permanentes do sujeito, consubstanciadas na noção de resiliência - enquanto factor de preservação da sua estrutura psicológica através da mudança e da complexificação progressivas - e, por outro lado, com a construção do significado pessoal que condiciona o que em determinado momento o preocupa e interessa, de que resultaria a sua sucessiva centração em temáticas dominantes que podem ser expressas pela noção de "tarefa de desenvolvimento". Neste enquadramento, a realidade educativa teria de ser equacionada com relação a um processo individual de instituição de competências específicas que se tornariam mais ou menos facilitadoras da actualização das potencialidades e da interacção eficaz com o meio, percorrendo etapas diferenciadas pontuadas pela formação de sucessivas "gestalts" cognitivas, reformuladas no sentido de um funcionamento humano cada vez mais complexo.