ATITUDES EM RELAÇÃO AO AMOR

Apresentam-se neste trabalho dois estudos sobre o amor. No primeiro estudo examinou-se em que medida o modelo das seis cores do amor de Lee era capaz de dar conta de dados recolhidos em Portugal. Análises factoriais confirmatórias mostraram que a estrutura avançada por Lee e medida por Hendrick, Hendrick, e Dicke (1998) se podia generalizar a Portugal. Os resultados demonstraram uma notável semelhança intercultural na resposta a duas novas formas da LAS, uma com 4 itens e outra com 3 itens. No segundo estudo os traços percepcionados que se associavam com diferentes atitudes em relação ao amor foram examinados pelo recurso à versão portuguesa da escala de atitudes em relação ao amor como material estímulo para a expressão das seis atitudes em relação ao amor. A um grupo de sujeitos foi pedido para descreverem traços de personalidade para seis pessoas alvo, cada uma representada por uma das seis atitudes em relação ao amor. Um segundo grupo avaliou a importância dos vários traços para descrever uma determinada pessoa alvo. As pessoas alvo que representavam as diferentes atitudes em relação ao amor foram percepcionadas muito diferentemente.


Login