EDUCAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E VALORES

Em termos globais, desenvolvimento, educação e valores são talvez os conceitos mais estruturantes do processo pedagógico. Todos assumem que a escola existe para educar; muitos pensam que a educação deve educar para o desenvolvimento; e a educação para os valores, nomeadamente os que remetem para as duas injunções morais básicas - tratar os outros com justiça (Kohlberg, 1981) e ser sensível às suas necessidades (Gilligan, 1982) - é tida cada vez mais por mais pessoas como urgente e inadiável. Desenvolvimento, educação e valores são também os temas em torno dos quais organizei esta minha apresentação. Na primeira parte, identificarei algumas falácias que em meu entender se escondem por vezes por detrás da educação para os valores, em especial dos valores relacionados com o desenvolvimento moral. Na segunda parte, argumentarei que a educação para o desenvolvimento, nos muitos aspectos que ele comporta (cognitivo, moral, pró-social, interpessoal, emocional, estético, ecológico, etc.), reveste virtualidades várias. E na última parte, apresentarei algumas sugestões que podem ajudar pais, professores e comunidade em geral na educação das crianças e dos jovens para o amanhã. Quero dizer, para o desenvolvimento e para os valores. Supostamente especialista em psicologia do desenvolvimento, apelarei para a minha reflexão e pesquisa empírica nessa área. Evitarei, contudo, recorrer a dados e análises estatísticas. Não disponho de muitos; penso que a psicologia abusa deles; e em conferências deste tipo, dados e análises estatísticas correm o risco de enfadar e aborrecer. O que não seria muito psicopedagógico!...


Login