ASPECTOS PSICOLÓGICOS E PSICOPATOLÓGICOSDA PUBERDADE FEMININA

A puberdade feminina é um período de certa vulnerabilidade psicopatológica (estados depressivos, inibições, fobias) com repercussões escolares que passam por vezes despercebidas aos professores. Referem-se os resultados de um estudo epidemiológico numa população escolar feminina (11-13 anos) em que se fez a avaliação do autoconceito não académico pela aplicação da "Piers-Harris Children's Self-Concept scale" (adaptação portuguesa de F. Veiga), correlacionando-a com a Escala de autoavaliação de Maria Kovacs (C.D.I.) nos casos que apresentaram baixo autoconceito. Encontraram-se 9% de alunas em risco depressivo. Como poderá a escola, através dos professores e psicólogos escolares, lidar com estas situações antes de as orientar, se necessário, para uma consulta de Psiquiatria da Infância e da Adolescência? Algumas reflexões são produzidas a este propósito.


Login