APRENDER A APRENDER O QUÊ ?UM TESTEMUNHO EXPERIENCIAL: ASPECTOS EMOCIONAIS DE UMA APRENDIZAGEM

Dentro da temática "Aprender a aprender o quê?", presta-se um contributo experiencial, elaborando um depoimento enquanto alguém que terá ultrapassado com relativo êxito as diversas etapas do Sistema Educativo desde o Ensino Básico até ao Superior. Este depoimento aborda um conjunto de estratégias pessoais que foram sendo adoptadas para corresponder às sucessivas exigências de cada uma dessas etapas. Enfatiza-se a inexistência de consenso em torno da eficácia das estratégias de ensino-aprendizagem e do aluno ideal, apostando antes na exemplificação de um percurso académico que foi traçando um perfil diferenciado, com pontos fracos e pontos fortes, como a generalidade das pessoas, mas em que o sucesso esteve sempre intrinsecamente relacionado com a afectividade em relação aos conteúdos, aos espaços físicos e recursos humanos da Escola. Defende-se que numa sociedade caracterizada pela competitividade, pela mudança e pelo aumento exponencial de informação, o papel da Escola enquanto instituição que prepara para o mundo do trabalho terá de ser reformulado no sentido de desvalorizar progressivamente a quantidade e especialização de conteúdos a favor de aprendizagens mais instrumentais e contextualizadas, passíveis de uma conferência de significado mais personalizada e diversa. Nesta perspectiva, a Escola deverá proporcionar saberes e competências básicas que favoreçam e orientem a selecção de informação e construção de projectos individualizados dos alunos.


Login